CORA PRIMAVERA

HISTÓRICO

2018

PRAÇA MARECHAL CORDEIRO DE FARIAS- PRAÇA DOS ARCOS
           de 06 d’outubro à 01 de dezembro- sábados às 16h30
           y 02 de dezembro- domingo
         
           ESCOLA DA CIDADE
           04 de dezembro- terça feira às 20h

2019

Curtas Temporadas PRAÇA DOS ARCOS
           de 03 à 23 de fevereiro- sábados às 16h
           de 16 à 30 de março- sábados às 16h

ETU- Encontro de Teatro Universitário
           presentação no Teatro Reynuncio Lima- Teatro de Cênicas
do Instituto de Artes da Unesp
           24 de março- domingo às 15h

FRINGE- Festival d Curitiba
           Calçadão da R. XV- 04 de abril, quinta às 13h
           Praça Santos Andrade- 05 de abril, sexta às 14h
           Praça General Osório- 06 de abril, sábado às 12h
           Praça Tiradentes- 07 de abril, domingo às 16h30

VIGÍLIA DO LULA
no domingo 07 d abril fomos convidados pela Vigília do Lula
para realizar uma presentação na
frente da Polícia Federal onde o ex-presidente está preso.
neste dia marca-se um ano desde sua condenação

ESQUENTA FESTIVAL LULA LIVRE
no dia 28 d maio, no Teat(r)o Oficina Uzyna Uzona, abrimos
o Esquenta do Festival Lula Livre, na presença de Preta
Ferreira, Bruno Ramos, Fernando Haddad, Erica
Malunguinho, Sérgio Mamberti, Paschoal da Conceição,
Leona Johvs, entre outras artistas e figuras importantes que
aqueceram para o Festival.

TEATRO DE CONTEINER
de 01 à 29 de julho- sábados as 16h

ESCOLA NACIONAL FLORESTAN FERNANDES – MST
participação no curso de formação LGBT no dia 19 de
outubro

Aquece o coração de Deméter
Sua semente retorna à Terra
A Terra semeia sua gente
Cria raíz y liberta a mente

Na escuridão
O sol raiou
Anunciamos a primavera voltou

da Grécia ao Pindorama. do Pindorama a SamPã. a cia. nada pensAtivo convoca a deusa Primavera em seu espetáculo rito-manifesto Cora Primavera. das realidades visíveis e invisíveis a ocupação artística teatral torna evidente conflitos entre tempos, gerações e gêneros. aquecemos sem alarde a fome de liberdade misturando em um caldeirão deuses helênicos, pastores e Frei Caneca- enquanto personagem histórico e espaço urbano. comendo a rua que carrega o nome do frei carmelita, digerimos em um banquete público o sagrado e o profano, o tabu e o totem, o corpo e a representatividade manifestando a vida como possibilidade.

Cora Primavera, dramaturgia de Rafael Abrahão escrita a partir da pesquisa Oswald Devorado: como e por quê Antropofagia a partir de estética e história em Oswald de Andrade- orientado por Carminda Mendes André e Vinícius Torres Machado- e da montagem de Antropofrei, encenada em 2016 pela companhia, aborda a LGBTfobia, representatividade trans e as bases do Patriarcado através da linguagem e estética antropofágica de Oswald de Andrade. Em um rito de consagração à Primavera a Companhia aproxima a representatividade trans com o mito grego das estações – o mito de Cora / Perséfone, personagem interpretada por Renata Bastos- e também por Sofia Riccardi e Nathiaga Borges. Para contrapor a cultura grega e dialogar com o espaço urbano a personagem Frei Caneca entra em cena a partir da antropofagia entre a figura histórica do frei carmelita pernambucano com a R. Frei Caneca, ícone da cultura LGBT na cidade de São Paulo. Outras personagens habitam a dramaturgia corroborando tanto com o discurso libertário e revolucionário quanto com o discurso patriarcal moralista-religioso.

frente a todo contexto sóciopolítico o espetáculo rito-manifesto Cora Primavera vem de forma totalmente gratuita para uma verdadeira primavera urbana que expanda das flores da estação para o florescimento de uma sociedade diferente, que assimile a pluralidade existente de corpos, raças, gêneros, sexualidades e religiões, uma sociedade que permita a coexistência.

é com esse projeto que a Companhia Nada Pensativo se transforma, floresce, em SANTA COMPANHIA.

Dionyso deus do prazer
Filho de sêmele e de zeus
Traz o vinho y o teatro
Que toda a dor nós vamos esquecer

Na escuridão
O sol raiou
Anunciamos a primavera voltou

Dos amores de deméter
Nasce uma nova flor
Alegra o mundo afora
Chegou, chegou a cora

Cora primavera
Deusa poeta
Liberta o corpo
A esperança se renova
Anunciamos a primavera voltou

Salve primavera
Que colore a terra
Depois da morte invernal
Ressuscita mortal imortal


Ficha Técnica

2018

direção e dramaturgia
Rafael Abrahão

direção musical
Claudio mascaro
Juliana Gotz

preparação vocal
Luíza Abe

assistência de direção
Rafael Pinto

direção de cena
Theo Moraes

contrarregragem
Davi Puga

atuadores
Afonso Alves costa
Amanda Rocco
Anna Merici
Caio Megiato
Camila Spinola
Careaux Calsone
Demétrio Abrahão
Fernando Vitor
Gi Bordosa (Giovana Rosa)
Giovanna Paiva (gipa)
José Pontes
Malaika Cipriano
Pedro Coêntro
Rafael Pinheiro (pinto)
Renata Bastos
Vitor Marques
Vivian Parisi

banda
Alex Lino- baixo
Chico Aires- percussão
Claudio Mascaro- violão
Debora Predella- Violino
Fábia Fusco- clarinete
Francys Silva- trombone
Gabriely Benedito- piano
Larissa Evaristo- trompete
Larissa Oliveira- trompete
Natalia Lima- percussão
Mario Capoeira- bateria
Rafael Mansor- saxofone
Renato Ihu- percussão
Vinicius Brazil- percussão

musas
Juliana Gotz
Luíza Abe

arte gráfica evento
Vitor Marques

arte do programa
Lais Damato

edição de vídeo
Pedro Coêntro

fotografia
Fellipe Oliveira

figurino
Careaux Calsone
Saia sem Gênero

costura
Benedita Calistro

maquiagem
Gi Bordosa

arquitetura cênica
Alexandre kok Martins
Flora Atilano
Laís Damato
Lara Girardi Caitano
Victoria Liz Cohen

cenotécnico
Bruno Moretiene
Luís Carlos (unesp)

técnico de som
João Candau

produção y comunicação
Giovanna Paiva
Luíza Abe
Juliana gotz
Pedro Convento
Rafael Abrahão
Rafael Pinheiro (pinto)
Theo Moraes
Vitor Marques

parcerias
Small World
Atelie Labriola
Estúdio M6
Frutaria Paulista
Vendinha das Gerais
Unesp
Tem que Ter Festa
Saia Sem Gênero
Dim dim bar e restaurante
Bar da Dona Nilza
DiBoa Tabacaria

agradecimentos especiais
Alemão Dim Dim
Agnus Valente
Alexandra e Amanda Chaptiska
Cello
Geraldo Labriola
Joejoe
Margot Labriola
Priscilla Abrahão
Rafael Ricchini
Simone Chemmés
Simone Tunes
Vinicius Torres Machado

2019

direção e dramaturgia
Rafael Abrahão

direção musical
Claudio mascaro
Juliana Gotz

preparação vocal
Luíza Abe

assistência de direção
Rafael Pinheiro (pinto)

atuadores
Afonso Alves Costa
Amanda Chaptiska
Amanda Rocco
Ana Carolina de Medeiros
Ana Claudia Castro
Anna Merici
Arthur de Oliveira Santos
Caio Megiato
Camila Spinola
Demétrio Abrahão
Gi Bordosa (Giovana Rosa)
Giovanna Paiva (gipa)
Irene Catunda
Malaika CiprianoNathiaga Borges
Pedro Coêntro
Rafael Pinheiro (pinto)
Renata Bastos
Sofia Riccardi
Vitor Marques
Vivian Parisi

banda
Alex Lino- baixo
Caio Righi- flauta
Chico Aires- percussão
Claudio Mascaro- violão
Debora Predella- Violino
Deivide Bubone- trombone
Fabia Fusco- Clarinete
Francys Silva- trombone
Gabriely Benedito- piano
Marcos Marques- bateria
Natalia Lima- percussão
Mario Capoeira- bateria
Rafael Abrahão- trompete
Rafael Castelhano- percussão
Rafael Mansor- saxofone
Renato Ihu- percussão
Vitória Ramoska- clarinete

musa vocal
Luíza Abe

musa regente
Juliana Gotz

arte gráfica evento
Vitor Marques

arte do programa
Lais Damato

edição de vídeo
Pedro Coêntro

fotografia

Fellipe oliveira

figurino
Careaux Calsone
Giovanna Paiva (Gipa)
Saia sem Gênero

costura
Benedita Calistro
Saia Sem Gênero

maquiagem
Gi Bordosa

arquitetura cênica
Alexandre kok Martins
Flora Atilano
Laís Damato
Lara Girardi Caitano
Victoria Liz Cohen

cenotécnico
Bruno Moretiene
Luís Carlos (unesp)

contrarregragem
Mayara Durães

técnico de som
Anna Beatriz Ribeiro
João Candau

produção
Giovanna Paiva
Luíza Abe
Juliana gotz
Laís Damato
Pedro Convento
Rafael Abrahão
Rafael Pinheiro (pinto)

comunicação
Amanda Amaral
Demétrio Abrahão
Vitor Marques

assessoria jurídica
Bruno Panhoca

assessoria econômica
Francisco Nogueira

parcerias
Small World
Atelie Labriola
Atelier Travessia
Cachaça Tiê
Batuq Produções
Unesp
Tem que Ter Festa
Saia Sem Gênero
Bar da Dona Nilza
DiBoa Tabacaria

agradecimentos especiais
Agnus Valente
Alexandra Chaptiska
Carminda Mendes André
Geraldo Labriola
Joejoe
Margot Labriola
Priscilla Abrahão
Raul Moraes
Simone Chemmés
Sofia Riccardi
Vinicius Torres Machado
Vitória Fava