Brysa instantânea 1

Ó criaturas
criadas do santo afeto
(phoda gostosa, 
bem desenhada,
é esteta!)

Da balança da beleza
a beldade das belezaS

Dança de belezas!

Parece belo discutir sobre belezaS
as vezes trouxa
as vezes besta

Mas é inegavel
que as almas que dançam
e existem em plena conexão com o Kosmos
são belas

bailarinas selvagens
dançarinas rebeldes
sem escolas de instituição
com escolas de vida recheadas de malícias curiosidades

Kausmotécnica
Tudo junto
em ebulição
cozinhamento da carne sem fermento
cuzinhamento de tudo que é orgânico

A beleza está na nudez
No entanto para se chegar na beleza da nudez física
É preciso alcançar a beleza da nudez que vibra nos espíritos das relações

Ó criaturas conectadas
no cyberspasmos de si mesmas
Kausmos chama em chamas
para a conexão simples:
saber o ouvir o silêncio
olhar o céu
abraçar uma árvore
abraçar alguém
olhar outros olhos
sentir sabores
respirar até encher todo o corpo de ar
beijar
amar
foder
gozar
banhar
fumar
dormir

e ter certeza
de que todas as trocas
antropofágicas
são devorações amáveis
sacras!

Ahhh belas critauras
amam
phodam
pois carecemos de afetos e de conexões invisíveis
objetivas e subjetivas de nós pra nós mesmos
a tensão do silêncio entre o fim de papo e o beijo iniciado
é o tesão do inesperado
do aqui agora gozado
ethernamente no tempo, que permanece andando na sua própria beleza ciclica
de renovar a beleza pulsante da vida

Rafael Abrahão

Deixe uma resposta