Corram

vagabundos
corram
a hora de ir embora chegou

seus pais lhe esperam
deitados no divã
e vocês aí
num canto de bar
onde mal há ar
se não essa fumaça fétida
que vos mata num piscar de olhos

românticos
corram
a hora de ir embora chegou

seus companheiros lhe esperam
deitados no amanhã
e vocês aí
numa cama de motel
onde mal há amor
se não essa luxúria barata
que vos consome num piscar de olhos

moralistas
corram
a hora de ir embora chegou

seus discípulos lhe esperam
deitados num berço de mentiras
e vocês aí
no meio da rua escura
onde mal se vê o que vocês tanto falam
se não um reduto de imoralidade
que vos induz num piscar de olhos

hipócritas
corram
ou melhor
fiquem
porque como me disseram algum dia
o mundo é de vocês
e de sua hipocrisia.

Bruno Panhoca

Deixe uma resposta