Quero acordar

Quero acordar nesse mundo em que seu rosto é a primeira coisa que vejo. De olhos fechado, suplicando pra que o despertador não toque de jeito nenhum. Respirando lentamente e realizando que o sol nasce e ilumina a metade esquerda do seu rosto, pois a outra se afunda nesse travesseiro que tem seu cheiro e seu fio de cabelo.

Quero acordar nesse mundo em que seus olhos brilhantes são a segunda coisa que vejo, abrindo-se lentamente e semicerrados, por causa da iluminação do quarto. Vagarosamente me olhando, analisando o lugar e em questão de milésimos reparando que era só um sonho e aquela é a realidade.

Quero acordar nesse mundo que você me diz bom dia com a voz rouca, dormida, que mais parece um novo lançamento nunca divulgado dos Beatles. Soa como uma canção trabalhada pelos melhores compositores e musicistas do mundo.

Quero acordar nesse mundo que seus lábios secos da noite fria tocam minhas maçãs do rosto num gesto delicado que só você faz. Depois tocam meus lábios e sinto seu nariz gelado tocando em meu nariz quente, e dando um sorriso quando notamos esse choque térmico que é e sempre foi nosso.

Quero acordar nesse mundo em que sei que quando eu voltar, você estará lá, sentada, cansada, jogando os sapatos pro lado e me abraçando depois de um dia duro, dizendo o quanto foi difícil com seu chefe, com sua colega de trabalho, ou mesmo com o garçom que te atendeu mal no restaurante.

Quero acordar nesse mundo em que não somos só um, somos dois. Somos o lado esquerdo e o lado direito.

Quero acordar nesse mundo em que compartilhamos desde a cerveja até a boa vontade, o humor, as tristezas, as derrotas, os sonhos, o bolo de chocolate e o sorvete.

Quero acordar nesse mundo em que te conheço por inteira, mas sei que a cada dia você vai me surpreender com uma novidade.

Quero acordar nesse mundo em que eu sei a quantidade de geleia que você passa no pão, e que você ama acordar com tal música no despertador.

Quero acordar nesse mundo. Quero. Quero tanto, mas não posso, pois ainda não dormi. Então primeiro dorme comigo, pra acordarmos nesse mundo.

Bruno Panhoca

Deixe uma resposta