Quando os seus caracóis me encaracolam (18/5/15, 2:38)

Encarocolei o meu pensamento em um caracol
Caracol com caracóis na cabeça
Que se encaracolaram com os caracóis
Da minha caixola

Caracol de traços fisionômicos perfeitos
Unissex
Mas que cai pra nós
Só falta unir o sex

Mas eu entendo porque ainda não uniu
É complicado quando só se tem um meio de comunicação
Que é um ciclo caracoloso
Um roda moinho dele mesmo

Roda também os meus caracóis nos seus
Só rodam na vontade rodante da ausência rodada
Rodados? Não! Amados? Sim!
Amantes? Quase!

Quase na iminência iminente
De adimitir mininamente
Que o meu caracol
Rasteja ao lado do teu
Na chuva seca das folhas secas do outono

O vento de maio trouxe esse caracol
De uma maneira feitiçosa do fetiche
Porque o toque dos meus dedos nos seus caracóis
Ainda não aconteceu
Admito… Os seus caracóis me encaracolam fluidamente
Num sentimento de fim de mundo

Então eu pergunto
Se o mundo fosse acabar depois de amanhã
O que o caracol com caracóis faria?

Rafael Abrahão

1 Comment

  1. Ai, poemas, poesias, algumas estrofes ou apenas um verso com rima. É encantador !! Adoro esses jogos de palavras !

Deixe uma resposta