Até talvez (20/7/14, 23:12)

Até quando a noite
Será mais interessante que o dia?
Até quando o amor
Será efêmero e frágil?
E o ódio visceral e eterno?

Até quando você vai me enganar
Com a minha permissão?
Até quando serei cem por cento seu
Enquanto você vinte e cinco por cento meu?

Até quando seremos contraditórios
Retrógrados, arcaicos, hipócritas
Pseudointelectuais, pseudolibertários?
Até quando não aceitaremos o outro?
Até quando ficaremos calados
Em meio á essa repressão sexual?
Até quando
Até

Rafael Abrahão

Deixe uma resposta