A Doce Alegria de Aramis dos Santos

Deixamos sementes e partimos.
Abraçamos árvores e nossos filhos
Cantam a nossa canção para outros primos.
E quanto mais se anda mais se torcem os trilhos.

Anuncio no concurso de música
Que Viale de Lara nos deixou!
Mas sua música é eterna e única,
Fala de felicidade e da vida,
Em um devaneio de pessoa honesta (r)e querida,
Mesmo que tiros ou uma saia colorida
Desfechem o show.

A decência sempre foi a minha morte,
Comprovo-te se olhares nos meu olhos, colega.
Graças a Deus e a Deusa, a nossa verdade é cega.
Tudo isso é um sonho, se tiver a minha sorte.

Ele já tinha nos deixado e aceitado há muito tempo.
Procuro não culpar ninguém, mas pesar o meu lamento.
Mas ainda vivo a sua Santa Trindade, sua preocupação e seu sentimento.
Mas quem sofre são as pessoas que conheceram a sua insanidade.
E conheceram todos os tipos, a verdadeira felicidade.

Anuncio nesse concurso de música
Que Laramis nos deixou!
Mas sua música é eterna e única,
Fala de felicidade e da vida,
Em um devaneio de pessoa honesta (r)e querida,
Mesmo que tiros ou uma saia colorida
Desfechem o show.
No mesmo dia em que o palhaço chorou.

Viale de Lara

Deixe uma resposta