Cogito Malícia

Tens certeza de que a pessoa ao teu lado é confiável?
Deixaria todos os teus bens na proteção dela,
Sem ter medo de não perceber o chocalho da cascavel
Ou se deparar com um beco sem saída na sua favorita viela?
Aposto que não.

Aposto que tens medo do que esta pessoa é capaz
E do que faltas em satisfazê-la.
É pecado ignorar o que ela faz,
Mas pecas mesmo em não aceitar cogitou sobre um suspeito zelo, sequer.

Mas se a pessoa é completamente honesta,
Inocente és e também és tu,
Ela pois não duvida, logo confia em qualquer.
E quando sobre tu a resposta vier,
Mostrará na tira biscoito da sorte chinês que víbora é esta:
A serpente que és tu.

Rafael Abrahão

Deixe uma resposta