Debaixo da Limeira

Imagino nós dois . Em um parque só nosso. O sol ilumina e aquece tudo que vê pela frente. Trocamos olhares .Começo a suar ;coração batendo forte . Nossos olhos se amarram; vejo tudo . É profundo. Sinto prestes a ter aquilo que os franceses chamam de “la petite mort”.
Estou prestes a perder meu sentido quando acomodamo-nos na sombra de uma limeira.
Por que quando estou sozinha com você me sinto preenchida?
Quero te perguntar.

O sol começa a se pôr. O céu se torna o perfeito símbolo de nossa união. As palavras não servem mais. Mas a boca , a língua trabalham.
Onde está você minha barreira do mundo ?
Quero te perguntar .

Admiradora de Pedro Barreira

Deixe uma resposta