Beleza e Ferocidade

As emoções são coisinhas complicadas,
Nunca as escute!
Louco és tu, quem escuta contos de fadas,
Que falhas ao provar coisas como chucrute.

Mas não deixe de alimentá-las.
Rica a vida de quem tem emoções!
Tudo chega em quantidade, aliás,
Faço poemas graças a elas.
Mas… Tome cuidado. Moções.

Sua vida corre perigo se não tomares rédeas,
As emoções são como os instintos,
Os contos de fadas, as Vitórias Régias:
Parece de verdade, que é chão,
Mas se pesada a decisão,
Sua falha tem meia chance de suceder, ou de ser extinto.

Arriscaria sua vida em uma emoção?
Num momento singelo de raiva ou ódio…
Se arrependeria de ter matado alguém,
Que morava em seu coração?
Num momento de alegria, algo sólido,
Deixaria de se preocupar e viveria como
Nunca teria vivido, nem mais ninguém?

Mas depois de uma vida vivida,
Só felicidade bastaria
Para poder desfrutar de paz,
Com orgulho de paletó e terno?
Esqueceria da pessoa vencida
Pelos sentimentos, E-S-Q-U-E-C-E-R-I-A?
“Ah… Oportunidades perdidas… Quanto tempo faz…?”
Não. E desfrutaria do local conhecido,
Mas de caminho esquecido,
Que é o inferno.

Viale de Lara

Deixe uma resposta