Quem dera.

Quem dera você existisse
E se existe, por que não me disse?

Me encontre amanhã
Por volta das 10.
No topo do prédio
Que tem a vista mais bela de todas,
Vista-se do jeito que quiser
Fique tranquila quanto a isso.

Na verdade só quero que:
Você vá feliz
Você seja feliz
Você saiba o que diz
Aprecie o que fiz.

E diga que me ama,
Pois eu direi também,
E quero que tu cantes
Bem alto, pois eu o farei também.
Gritarei, cantarei e falarei
Que te amo e sinto tua falta

E que te quero (para o todo sempre que a vida pode nos proporcionar),
E prometo que te amarei até depois da chama se apagar,
Mesmo no frio da escuridão e no gelo da indiferença.

<span style="color:#ffffff;"

Bruno Panhoca

Deixe uma resposta