Quando penso em você.

É complexo, desconexo,
Não há nexo, não é só sexo.
Nosso amor, o calor
Repleto de sabor, presença do ardor.
De modo algum, não quero ser só mais um
Não te quero com nenhum, eu e você under the moon.
Basta você falar, me olhar
Pra me encantar, pra eu me apaixonar
Te quero tanto, até canto,
Não sou santo, mas por ti levanto
Da cama, durante a semana
Diga que ama, saia da vida mundana.
Rotineira com você não é, desço na estação da sé
Ando mil quilômetros a pé, mudo meu nome pra zé.
Peça, impeça, cessa, não se estressa
Leia Eça, saia já dessa.

Bruno Panhoca

Deixe uma resposta