Duas páginas de um caderno de sonhos: Parte 1

Página x

Hoje acordei assustado.
Olhei ao meu lado
E não vi ninguém,
Pois a dor e o sofrimento
Dormem comigo,
E não os vejo.
Gostaria que minha cama
Fosse nosso abrigo.
Nosso.
Teria a certeza
De que te protegeria,
Pois em meu peito há uma chama
Que não permitiria
Algum mal a você.
Você teria tudo,
Tudo que posso,
Ao me entregar.
Mas não tema,
Pois sei o tanto que me iludo,
Afinal, não conseguiria escrever
Sem alguma esperança.

O desconhecido deve me temer,
Porque apenas fez-te desejar.
Espero ainda ter forças
Para lutar

Viale de Lara

Deixe uma resposta