Goles da realidade (24/1/14, 20:09)

Olha-se no espelho,
Mas vê muito além de um reflexo.
Pondo os pés no chão
E a cabeça em seu lugar,
Retorno ao início.

Nunca existiu nada,
Efemeridade e incredulidade,
Coisas que a população não enxerga
E apetece a cidade
Independente da idade.

Mas a vida continua
E você é você
Podando-se do presente
E vendo a ilusão do futuro.

O passado deixou um rastro
Controlador e intocável
Quantas vezes não queremos mudar algo
Mas não insista,
Deixe a vida te levar
E nesse fluxo distante,
Me enxergo nada.
Tocando a vida.

O tempo acelera.
A vida corre.
E nós rastejamos.
O cachorro engarrafado
Que por mais prazeroso que seja tomar cada gole
Sempre carrega um fardo,
De uma tempestade ou de uma fase.

Mas a vida continua
E você é você
Podando-se do presente
E arquitetando seu futuro.

Rafael Abrahão

Deixe uma resposta